A reunião do arbitral do Campeonato Mineiro trouxe um grande novidade para a edição de 2022. A final será realizada em jogo único, no dia 3 de abril, em estádio ainda a ser definido pela Federação Mineira de Futebol (FMF), sendo provável que aconteça, no Mineirão em Belo Horizonte. A novidade foi decretada através de 11 votos favoráveis e apenas um contrário, do Atlético.

A primeira fase e as semifinais permanecem as mesmas: jogos únicos entre os 12 clubes e jogos ida e volta, respectivamente. Serão 15 datas ao todo, havendo uma pausa durante o Carnaval, em 26 de fevereiro.

Estiveram presentes os representantes dos 12 clubes que irão disputar a competição: América, Athletic, Atlético, Caldense, Cruzeiro, Democrata de Governador Valadares, Patrocinense, Pouso Alegre, Tombense, Uberlândia, URT e Villa Nova.

Em entrevista ao GE, o representante jurídico do Atlético, Luiz Fernando Pimenta, explicou o voto contrário:

– A modificação no formato não significa que terá uma receita maior. Os contratos que estão sendo discutidos agora , não significa que terá uma receita maior. Antigamente, uma empresa tinha exclusividade. Agora está sendo fatiado, estamos tratando agora com Federação e clubes uma nova forma de contrato. Para atingir a melhor receita possível. Por isso, adotamos uma postura tradicional.

O rival Cruzeiro apoiou a mudança:

– É um bom formato, considerando que competições internacionais adotam formato neste sentido, afirmou André Argolo, secretário-geral do Cruzeiro.

O novo formato da final do Campeonato Mineiro é um reflexo do calendário apertado do futebol brasileiro. O Atlético cogita jogar o Estadual com a equipe júnior, uma vez que o profissional terá apenas 10 dias de pré-temporada.

Fonte: Portal Amirt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *