Ocorrência foi na zona rural de Capitão Enéas (MG) nesse domingo (1) e a menina, de 6 anos, foi atingida por um tiro acidental disparado pelo irmão, de 11; pai das crianças foi atuado por posse ilegal de arma e omissão de cautela.

O menino de 11 anos que atirou acidentalmente na irmã, de 6, disse à polícia civil que sabia onde o pai guardava a arma e pegou pra brincar com a vítima e a outra irmã, de 12 anos. O caso foi na zona rural de Capitão Enéas (MG), nesse domingo (1), e Ana Clara Monteiro Rodrigues morreu após ser atingida com um tiro nas costas.

“A criança contou que já tinha visto o pai manuseando a espingarda e sabia que ela estava escondida no telhado de um quartinho usado para guardar objetos da fazenda. Eles pegaram para brincar quando houve o tiro acidental”, disse a delegada Juliana Graice Guedes.
Criança de 6 anos morre ao ser baleada nas costas pelo irmão na zona rural de Capitão Enéas
Em depoimento, o pai contou que ele e a esposa saíram de casa para participar de uma reunião em Capitão Enéas, e deixaram os três filhos na casa de uma tia.

“As crianças saíram da casa desta tia que fica nas proximidades e foram brincar na própria casa. Uma vizinha escutou o disparo e acionou a PM e o Samu”.

Ainda segundo a delegada, o homem não tinha registro da arma e foi autuado por posse ilegal e também por omissão de cautela, por ter deixado a arma em um local de fácil acesso. Ele foi encaminhado ao presídio regional de Montes Claros.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso e vai ouvir a tia das crianças e testemunhas. A espingarda cartucheira foi apreendida.

Uma equipe do Samu de Capitão Enéas prestou os primeiros socorros à criança no local. Ela estava em parada cardiorrespiratória e foram feitas manobras de reanimação cardiopulmonar.

Por conta da gravidade, uma equipe do Suporte Aéreo Avançado de Vida foi acionada e deu continuidade aos ciclos de reanimação por várias horas, mas a criança não resistiu. Ana Clara Monteiro Rodrigues faleceu antes de ser transferida pelo aeromédico.

Fonte e Foto: G1 Grande Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *