Segundo a Polícia Civil, eles faziam empréstimos a juros exorbitantes e cobravam das vítimas com ameaças; polícia acredita que mais criminosos façam parte do grupo.

Dois colombianos foram presos nesta segunda-feira (5) em Montes Claros por suspeita de agiotagem. Segundo a Polícia Civil, os homens, que não tiveram as idades reveladas, eram investigados pela prática criminosa e foram denunciados por uma vítima que contraiu um empréstimo com os suspeitos.

Ainda de acordo com a polícia, comerciantes da região foram os principais alvos do esquema, que cobrava juros exorbitantes e pagamentos diários. Caso não pagassem ou atrasassem, a dupla fazia ameaças. “A Polícia Civil percebeu o maior número de agiotas atuando junto a pequenos comerciantes. Eles cobravam pagamentos diários de pequenos valores, sem exigências legais e com juros altos, mais de 20% ao mês”, explica o chefe do 11º Departamento de Polícia Civil, delegado Jurandir Rodrigues.

Com a dupla, a Polícia Civil apreendeu mais de R$ 2 mil e ainda dinheiro estrangeiro, sendo cerca de 556 mil pesos colombianos e 100 bolivares. Os dois suspeitos foram levados à delegacia de plantão, onde serão ouvidos e assinarão um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Eles responderão por crime contra a economia popular.

A PC não revelou quantas pessoas foram vítimas do esquema, que segue em investigação para encontrar outros comparsas da dupla presa; a polícia acredita que brasileiros também façam parte do esquema criminoso.

PC prende três colombianos por agiotagem e organização criminosa no Norte de Minas
Crimes na região
Em julho, a polícia já tinha prendido outros três colombianos suspeitos da mesma prática, durante uma operação realizada em Buritizeiro e Pirapora. Foram apreendidos R$ 4 mil, além de outros cinco tipos de moedas estrangeiras. A Polícia Civil afirmou na época das prisões que o trio pode fazer parte de um grupo que atua em várias cidades da região.

A PC não confirmou se os dois colombianos presos nesta segunda-feira fazem parte do mesmo grupo detido no mês passado.

Fonte e Fotos: G1 Grande Minas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *