O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun)/SAMU Macro Norte, Marcelo Meireles, e a diretora executiva, Zildete Souza, participaram, na tarde dessa quinta-feira (20), da assinatura da Ordem de Serviço da Prefeitura de Montes Claros para o início das obras de reforma e ampliação do espaço que receberá a base integrada do SAMU Macro Norte, que funcionará em parceria com o Corpo de Bombeiros. A solenidade aconteceu no gabinete do prefeito, na sede da Prefeitura de Montes Claros, e contou com a participação do prefeito Humberto Souto, através de videoconferência em virtude da pandemia de Covid-19.

O projeto de reforma e ampliação do imóvel prevê salas de comando, de atendimentos, de análises de riscos e estratégias de ação, espaços táticos operacionais, suportes físicos para o serviço, como alojamentos para os socorristas, além de galpão para estacionamento e higienização das ambulâncias. “O SAMU presta um serviço relevante e, realmente, está estrangulado em uma base só no bairro Santo Antônio e acho que essa união com bombeiros, que também dá socorro à vida na função do incêndio e serviço social, e o SAMU, que é inestimável, é importante. Então, o prefeito não poderia estar fora disso”, disse Humberto Souto sobre a obra que será disponibilizada graças à parceria com o Município e que representa um investimento de cerca de R$ 350 mil.

A base ficará localizada na avenida Mestra Fininha, no bairro São Luiz, em Montes Claros, onde havia uma base da Polícia de Militar ao lado da Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro (Escola Normal). A base receberá uma equipe do SAMU e outra do Corpo de Bombeiros com o objetivo de dar mais agilidade aos atendimentos na região central da cidade, já que o Complexo Regulador do SAMU, de onde saem as ambulâncias do SAMU, está localizado no bairro Santo Antônio (a cerca de 4 km da área central). De acordo com o edital de licitação, o prazo para conclusão das obras é de quatros meses.

“Estamos muito felizes, hoje, em saber que Montes Claros toma a iniciativa de uma obra na logística da urgência e emergência dentro da cidade. Assumi o SAMU, no dia 28 de fevereiro, e já vinha olhando a necessidade na descentralização da prestação de serviço em função de termos uma única base concentrada do Cisrun do Santo Antônio. E fica muito longe para atender toda a comunidade. Vejo também, junto ao Corpo de Bombeiros, que somos parceiros na mesma missão, levantando a mesma bandeira e será adequado, do ponto de vista logístico, estar Corpo de Bombeiros e SAMU no mesmo prédio”, disse o presidente do Cisrun, Marcelo Meireles.

Fonte: SAMU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *