Mais de 100 motociclistas invadiram as principais ruas de Montes Claros, na manhã de sábado, para protestar contra o uso de linhas de cerol chilena por adolescentes que soltam pipas na cidade. Eles querem que a lei seja colocada em prática e impedida a comercialização desse produto na cidade. Inclusive pedirão que a Câmara Municipal aprove projeto específico para Montes Claros. O movimento percorreu várias ruas da cidade, com serviço de som alertando a população sobre a importância de prevenir acidentes e denunciar os casos.

O presidente do Grupo Estradeiros Canela de Aço, Antônio Pereira Filho, de Joaquim Felício, e que veio participar do evento em Montes Claros, fez questão de participar do protesto, pois sentiu na pele o problema. Ele morava em Belo Horizonte em 1994 e, quando andava de moto, uma linha de pipa o atingiu, penetrando na jaqueta que usava. A linha cortou o material de couro e chegou ao forro. Ele notou a linha e parou, evitando um acidente mais grave. Outros motoqueiros relataram a mesma situação. Na cidade de Montes Claros, nos últimos meses, foram constatados três casos de acidente com linha de cerol. (GA)

Fonte e Fotos: Gazeta Norte Mineira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *