Pode parecer meio clichê, mas a tal busca pela felicidade, cujos manuais e livros de autoajuda parecem sempre ter uma fórmula fácil para encontrar, está mais acessível do que parece.

A felicidade não deve ser confundida com euforia.

Esta, comum na vida moderna, é um pico de bem-estar que muitas vezes se confunde com aquela, como se tivéssemos que estar sempre felizes e sorridentes.

O estado de euforia tem o seu retrato estampado nos filtros do Instagram e do Facebook, como se a todo o tempo estivéssemos de férias.

Assim como não estamos de férias o tempo todo, não estamos eufóricos o tempo todo. Isso não significa que não estejamos bem com a nossa vida e conosco, ou seja, que estamos felizes.

Quantas vezes nos sentimos em paz e plenos quando estamos em casa, sozinhos, vendo televisão, escutando uma música, lendo um livro, fazendo um cafuné no nosso animalzinho, olhando a pessoa amada dormindo?

A felicidade não deve ser tratada como um fetiche ou como uma exceção, pois assim a sensação de falta, que coloca uma barreira para a felicidade, estará instaurada.

Se a sua busca pela felicidade está em um objeto inalcançável, é bem provável que você não se sinta feliz, ou não reconheça tantas coisas boas que existem na sua vida.

Para chegar mais perto da felicidade, vale reconhecer o que já se tem e aquilo que é possível ter de forma factível. Por exemplo, se você quer mudar de emprego, talvez seja preciso, antes, investir em algum curso ou planejar as suas finanças.

Felicidade é coisa que não tem nome. É silêncio que perpassa os dias tornando-os mais belos e falantes. Felicidade é carinho de mãe em situação de desespero.

É olhar de amigo em horas de abandono. É fala calmante em instantes de desconsolo.

Felicidade é palavra pouca que diz muito. É frase dita na hora certa e que vale por livros inteiros.”

“Costumamos dizer que amigos de verdade são os que estão ao seu lado em momentos dificeis…

Mas não! Amigos verdadeiros são os que suportam a tua felicidade! Porque em um momento dificil qualquer um se aproxima de você. Mas o seu inimigo jamais suportaria a sua felicidade.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *