Segundo a Polícia Civil, material difamatório era divulgado em grupos. Homem foi preso em Governador Valadares, mas as vítimas eram de Araçuaí, Itinga e Coronel Murta.

Um homem de 42 anos foi preso durante a Operação Fake News realizada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (21). Segundo as informações do delegado Geovane Klipel, ele é suspeito de criar grupos em uma rede social para difamar pessoas e disseminar vídeos e fotos de sexo e nudez. A prisão foi feita em Governador Valadares, mas as vítimas eram de Araçuaí, Itinga e Coronel Murta. Algumas delas são menores de idade.

Ainda de acordo com o responsável pela investigação, o homem usava chips cadastrados em nomes falsos ou de terceiros. Durante as buscas na casa dele foram encontrados diversos chips e um aparelho que, provavelmente, estava sendo usado para fazer as publicações nos grupos.

O investigado confessou para a Polícia Civil que criou os grupos e que era responsável por algumas postagens. Disse ainda que outras pessoas o ajudavam, fornecendo informações. A Polícia Civil irá atuar com o objetivo de verificar se outros envolvidos realmente participavam da ação criminosa.

O homem foi levado para o Presídio de Governador Valadares e poderá ser transferido para Araçuaí. Ele poderá responder por divulgação de cenas de sexo, crime inserido no Código Penal em 2018. Também poderá ser penalizado por difamação e exposição de fotos de adolescentes nuas.

Fontes e Fotos: G1 Grande Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *